Museu da Pirataria

O MUSPI nasce do desejo e da necessidade de combater um crime que encobre o tráfico de drogas e armas, ceifa vidas, tira direitos dos trabalhadores e torna os produtos copiados verdadeiras armas contra os consumidores.

Como forma de conscientizar o maior número de pessoas possível, o Museu traz informações, de forma transparente e verdadeira, para que o internalta conheça o que acontece por trás dessa prática ilegal e se torne parte desse time, que joga para vencer essa luta.

Nossa missão é sermos um único time chamado Brasil Legal.

Navegue e conheça nosso site. E faça parte dessa luta.

Quem Somos

O ICI

O Instituto do Capital Intelectual – ICI -, é uma pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, fundado no ano de 2008, que tem por objetivo dar visibilidade ao combate à pirataria em todas as suas vertentes; auxiliar empresas e entidades afetadas por essa prática desleal no desenvolvimento de ações preventivas e estratégicas voltadas ao tratamento do assunto; disseminar a educação e o esclarecimento sobre o tema e, finalmente, contribuir para a melhoria econômica e social do país.

Visando cumprir os seus objetivos estatutários, o ICI concebeu o “MUSEU DA PIRATARIA” (MUSPI) que, devido às restrições impostas pela pandemia da Covid-19, ganha contornos mais adequados ao formato de EXPOSIÇÃO VIRTUAL, cujas visitas e acervos serão disponibilizados e acessados, inicialmente, pelos meios digitais, por meio de plataforma/site, totalmente dedicado a esta iniciativa – www.museudapirataria.com.br.

O Que Fazemos

O ICI, trabalha em seu ambiente virtual com diversas atividades, tais como passeios virtuais, palestras para estudantes, Webinars, Lives e Podcasts, sempre com especialistas em combate à pirataria.

O site também se propõe a promover e divulgar eventos externos como seminários, palestras e entrevistas com celebridades nacionais e internacionais, cursos, lançamentos de livros e outros.

Nossa Missão

As empresas no Brasil têm enfrentado o combate à pirataria de forma isolada, apesar de demonstrarem interesse em encontrar instrumentos capazes de vencer essa luta.

Faz-se urgente a sensibilização da população para os efeitos nocivos dessa prática, o que vem ao encontro do cenário atual, no qual os brasileiros estão alinhados com todo tipo de repressão às práticas ilegais.

Essa é a proposta central do ICI: informar, educar e empoderar a população com informações que ajudem na proteção diante das inúmeras consequências negativas que os produtos piratas causam.

Este website é um instrumento para que sua empresa ou organização possa ser uma importante parceira nesta campanha de combate à pirataria e os malefícios e prejuízos causados a toda a sociedade.

Somos o ICI - Equipe

Márcio Costa de Menezes e Gonçalves
Presidente

Márcio Costa de Menezes e Gonçalves é sócio fundador de Márcio Gonçalves Advogados - MGA, especialista em Propriedade Intelectual e Direito Digital. Presidente do ICI – Instituto do Capital Intelectual, Diretor Jurídico da ABRAL – Associação Brasileira de Licenciamento de Marcas e Personagens, Diretor do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior da FIESP, integrante das Comissões de Propriedade Intelectual e Direito da Moda da OAB/SP e da Comissão de Inovação, Combate à Pirataria e Propriedade Intelectual da OAB/SC. Foi o primeiro Secretário Executivo do Conselho Nacional de Combate à Pirataria - CNCP, do Ministério da Justiça, nos anos de 2005 e 2006, e Autor do livro “A pandemia da pirataria”, lançado no ano de 2020.

Faça aqui o download do livro

Lipel Custódio
Vice-Presidente

José Lípel Custódio. Profissional de Propaganda e Marketing, com atuação em grandes organizações privadas e públicas. Iniciou seu relacionamento com o combate à pirataria através do CNCP onde prestou apoio a essa instituição. Atualmente sua dedicação ao ICI Instituto do Capital Intelectual é total e voltado ao crescimento da divulgação das boas práticas ao respeito à propriedade intelectual.

Rafael Bellini
Diretor Executivo

Rafael Bellini é Bacharel em Direito pela Universidade Paulista – UNIP, trabalhou no CNCP/MJ entre 2005 e 2007 e como Secretário Executivo do Fórum Nacional Contra à Pirataria e Ilegalidades (FNCP) de 2009 a 2015. Em 2016 fez parte como Bolsista do programa IVLP – Direitos de Propriedade Intelectual e Inovação na Era Digital à convite do Departamento de Estado dos EUA. Atualmente está como Chefe de Gabinete da ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos.

Chris Abelha
Diretora de Comunicação

Christina Abelha. Jornalista, tenso trabalhado em jornaia e TVs, no Espírito Santo. Por mais de 20 anos, trabalhou em campanhas políticas para prefeitos e governadores, no ES e em campanha presidencial como redatora do programa de governo, em Brasília, na qual foi assessora de comunicação dos ministros da Ciência e Tecnologia (Roberto Amaral), da Justiça (Luiz Paulo Barreto e José Eduardo Cardozo), da Cultura (Ana de Hollanda). Atuou no Ministério da Justiça por sete anos, período no qual assessorou o então secretário executivo, Luiz Paulo Barreto e, no mesmo período, foi responsável pela comunicação do Conselho Nacional de Combate à Pirataria. Diretora de Comunicação do ICI.

Apoiadores:

    Contato




      Cadastre-se e faça download do livro


      Você Sabia....

      Que dados da ONU apontam que as organizações criminosas movimentaram US$ 2.0 trilhões, em 2016, algo em torno de 3.6% do PIB mundial?

      Você Sabia....

      Que o CNCP foi, na sua criação, alocado à Secretaria-executiva do Ministério da Justiça e em 2019 foi realocado na Secretaria Nacional do Consumidor do mesmo Ministério?

      Você Sabia....

      Que o CNCP sugeriu e o Congresso Nacional tornou oficial o dia 3 de dezembro como o Dia Nacional de Combate à Pirataria?

      Você Sabia....

      Que a pirataria é tida pela Interpol como o crime do século, movimentando mais recursos financeiros do que o crime do narcotráfico?

      Você Sabia....

      Que o CNCP, em sua criação, foi o primeiro conselho governamental, no mundo, a reunir entidades privadas e representantes do Governo com igual direito a voz e voto?

      Você Sabia....

      Que, com a conclusão do Relatório da CPI da Pirataria, entregue em 11 de agosto de 2004, foram feitas propostas de alterações na legislação Penal, de Direitos Autorais e de Propriedade Industrial, aumentando as penas e à definição dos crimes de contrabando?

      Você Sabia....

      Que, segundo relatório da OCDE, o Brasil está entre os 16 países mais prejudicados pela pirataria e outros crimes contra a propriedade intelectual?

      Você Sabia....

      Que as linhas de atuação - vertentes-, do CNCP para o combate a esse tipo de crime são: Educativa, Repressiva e Econômica?

      Você Sabia....

      Que o marco ao combate à pirataria foi quando a CPI da Pirataria recomendou a criação do Conselho Nacional de Combate à Pirataria (CNCP), que passou a atuar dentro do Ministério da Justiça, instalado dia 14 de outubro de 2004?